sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Nada mais que uma libertação.


Seguirei o meu caminho que é em outra total direção, não há mais nada a ser feito, não há mais sentido em continuar. Cada atitude indesejada, cada terrível palavra dita sem querer, cada desilusão despejada em um conta-gotas... Tudo já se tornou doloroso, tudo já representa uma queda. Acreditar no amor ideal não é tudo que eu imaginava, agora sei que até mesmo o amor verdadeiro é substituível quando este já está nos sufocando com nossas próprias lágrimas.
Dessa vez a minha desistência é real, não será como as outras que há uma recaída, não será abandonar ao acaso, será definitivamente DESISTIR. Nunca estive tão determinada como agora. Criei uma parede de gelo e ela não será atravessada, nem danificada, ela continuará como agora está, atenua, serena, espessa. Finalmente conseguirei ter minhas atitudes movidas exclusivamente pela razão.

sábado, 12 de dezembro de 2009

TRILHA SONORA


Eu ouço a música tocar e estranho minha constância dependência de notas musicais, o toque do piano que me acalma e me acolhe, a sonoridade do violão que me tira o fôlego e me desarma. Com um lindo poder e encanto a música me ergue ou me liquida, me conquista com sua preciosa delicadeza.
Se as lágrimas brotarem de meus olhos, não me surpreendo, apenas vivo aquele pesar. Se me recorda algum belo momento, deixo-me revivê-lo. Se me encorajam a algo, penso antes de concordar. É uma preciosa rebuscagem de vida, é uma deliciosa reflexão.
Meu preferido som é o leve toque do piano, tão sensível... tão frágil... Como uma declaração de amor dita ao vento. Como crer que existirá um momento que será viável acreditar que aquela felicidade é apenas um início e não um limite. Como se não houvessem provas contrárias que pode existir um conto e fadas, com príncipes e princesas, na realidade...
A música não faz parte da verdadeira realidade dos fatos, ela pertence a uma utopia, a uma discordância entre realidade e desejo, ela está contigo mesmo quando ninguém mais a quer, ela não se importa com as futilidades e desavenças. Ela é um meio de comunicação subentendido e nebuloso. Ela é um desabafo para quem a faz e também para quem a ouve. É um sussurro gracioso em meu ouvido quando preciso de inspiração para viver. Ela me faz sonhar com grandes possibilidades...
Minha vida tem uma bela trilha sonora, com músicas para os dias que apenas chorar basta como desabafo, músicas para dias espetacularmente felizes, músicas para a depressão de dias comuns, músicas para gritar e extravasar a raiva, e músicas para quando eu preciso desabafar em palavras e mostrar a todos o que existe por trás do esmalte cor-de-rosa.
Eu acredito que a música pode mudar o mundo, como mudou o meu.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

...DIGA...


Nunca estive tão confusa e incrédula, creio que você tem consciência dessa bagunça que está causando em minha cabeça, creio que exista boas intenções por traz de tudo isso. Eu sei o que quero, mas as vezes penso que você ou não sabe o que quer, ou finge que não sabe o que eu quero, você perece brincar com a situação, parece fugir da realidade que te espera...
Você tem atitudes incompreensíveis, ou me ama ou concerteza me odeia... Aquelas palavras... Se não me ama são para a outra, então por que me mostrar? por que insistir em me machucar? E se me ama então é pra mim, então o que espera?
Faz um tempo que eu passei a olhar sempre o lado negativo das palavras, dos gestos... Mas dessa vez não sei o que aconteceu comigo mas nenhuma das minha táticas de desilusão antes da ilusão funcionaram... O que me diz? Tenho que rever outra tática ou você dará o braço a torcer? Você me ama ou me odeia?

domingo, 29 de novembro de 2009

Reconquista


Algo me dizia que o nosso relacionamento não estava mais tão perfeito. Agora o "eu te amo" não está mais sendo dito expôntaneamente, mas ainda parece ser sincero... Os nosso erros já não são mais tolerados e tudo se transformou em motivo para discórdia.
Minha mãe me viu chorando e falou"Valéria, paixão adolescente é assim mesmo. Logo passa!" Eu não respondi, mas eu sei que isso não é verdade... desconheço ainda o que causou essa má fase entre eu e o Gustavo mas sinto que é passageira.
Quando o conheci não fazia ideia o que era amar, despertei esse sentimento por ele por se tratar de um garoto gentil, educado, talentoso e , diferente dos outros garotos, ele buscava um verdadeiro amor... Todas essas virtudes me prenderam a atenção e os poucos fui percebendo o quanto era impossível me manter longe dele...
Faz três anos que estamos namorando e desde então somente a... um mês atrás entramos em crise. E apesar de toda intimidade que temos, ninguém consegue iniciar uma conversa sensata sobre o que anda nos acontecendo...
-
Valéria! Gustavo chegou...- disse minha mãe tranparecendo em sua voz a enorme felicidade, já que ela adora o Gustavo.
Era a visita de todos os dias, ultimamente é a única coisa que fazemos juntos, sentar no sofá e assistir a série que eu acompanho.
-
Manda ele entrar
Estranhei minha mãe não se opor ao fato do Gustavo entrar no meu quarto, eu mesma não me sinto bem mas hoje eu realmente preciso conversar com ele se as interferências de minha mãe.
Ele entrou com uma expressão de surpresa mas não se pronunciou quanto a isso
- Oi...- tocou os meus lábios com os seu-Como foi o dia?
A mesma pergunta de sempre, será que ele nem ao menos sabe disfarçar? Não respondi. Encarei-o friamente e ele não desviou o olhar, minhas mãos estavam frias e sem saber onde ficar.
-
Acho que precisamos esclarecer algumas coisas...- disse ele.
O alívio me tomou, ele também estava incomodado com a decadente situação. Senti o rubor alcançar o meu rosto e então assenti.

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Essa


Quem é essa a quem tanto se refere? Essa que te faz sonhar com a felicidade, que te faz chorar de angustia de não tê-la e que desperta em você o amor invejado por mim?

Vejo em você a pura esperança, como um garotinho esperando que a bola que caiu no telhado volte a sua mão. Vejo também o medo disfarçado pela sabedoria e a curiosidade alheia que você desperta...

A espera por ela, a ausência de sentido em seu olhar, a busca de um refúgio... Talvez você não tenha sido sempre assim. Talvez um dia, antes dela, você tenha tido seus limites não tão arcaicos e levado a vida não tão baseado em suas angustias.

Eu realmente desejo a sua felicidade, se tiver que ser ao lado dela, que seja. Só espero que ela lhe dê o valor que você merece, que ela aproveite cada momento ao seu lado e que ela saiba aproveitar cada palavra que você destina a ela. Por que você é a razão de todas as lágrimas derramadas em meu diário, lágrimas que ela nunca precisará derramar por ti.

sábado, 21 de novembro de 2009

Despedidas...


Difícil de acreditar que depois de tanto tempo de convivência eu terei que me despedir... è estranho ter que dizer " até a próxima oportunidade" para pessoas tão presentes e especiais que fazem da minha vida a minha vida.

Um dia eu e JULIANA fizemos uma promessa, a de que jamais deixaremos nos perder uma da outra, a de que sempre estaremos unidas... Essa promessa foi guardada a sete chaves e agora eu retomo-a para que nunca esqueçamos. Ela me acolheu enquanto eu chorava, me freiou enquanto eu me precipitava e sorria nos momentos mais difíceis da minha vida me fazendo sorrir também... Com seus conselhos você evitou muitas vezes o sofrimento que eu sempre insistia em buscar e você em repelir de mim. Foi com você que eu tomei o meu primeiro banho de chuva proposital, era você que falava " ele não merece você" num termino de um namoro, foi com você que eu andei nos mais ridículos brinquedos em um parque de diversão e é você que sempre diz:"ô minha chatinha, não seja tão sensível", e agora? Quem vai rir das minhas cartas e chorar quando terminar de ler? Quem vou defender das críticas injustas e justas? Quem vai me puxar pelo braço quando eu estiver em perigo?... Você Jully! Porque nada vai mudar, você sempre vai ser a melhor amiga e eu a com a voz mais enjoada que te adora em qualquer hipótese...

Ela simplesmente quando ninguém esperava disse que iria nos abandonar e agora eu não sei quem além de PATRÍCIA vai me irritar... Quem vai ficar me fazendo de besta, derrubando a material pra mim pegar, até eu me cansar e pisotear tudo? Quem vai me chamar de patricinha mimada enquanto eu a chamo de patricinha metida? Quem vai ganhar de mim no quesito "não entendi a piada"? Você é única Paty, você é minha princesinha lenta, minha vaca loira, minha palhaça metida... Você é a única que fala " sai dessa vida " quando eu falo que não gosto de ir a show de pagode ou forró... A única que chora quando fazemos uma festa surpresa... Eu adoro você Paty, e fora ou não de Visão você é elemento essencial da família turma B!

AMANDA... Se eu pudesse eu amarrava seu cadaço na cadeira para você não ir embora... Ainda não caiu a ficha que eu vou perder a única pessoa que eu falo:"NX Zero estava concorrendo a 3 prémios no Multishow, e adivinha quantos ganhou? 3 prémios!" e que não faz cara de nostálgica... Com que eu vou falar mal da menina que está usando óculos de sol quando está chovendo? E quem é que sempre vai achar um lado bom onde não tem lado bom? Ô amiga, o acaso foi tão injusto com a gente... Mudou todos os nossos planos e todos os nossos sonhos. Lembra do juramento que fizemos com mecha de cabelo? Acho que a gente jurou nunca tomarmos o namorado uma da outra...Lembra daquela carta em que você disse que antes de te conhecer eu era incompleta? Acho que agora vou me tornar outra vez... E lembra quando eu, você, Bê e Thaisvivíamos grudadas que até em atividade em dupla nós fazíamos sorteio? Era tão linda a nossa igualdade... Vou sentir falta de correr para contar qual a capa da revista e ouvir "eu sei", de discutir quem tá certa na dúvida de uma palavra na letra da música, de esperar passar o "gloss da beleza" e ir e voltar de pátio em pátio feito barata tonta na hora do intervalo.

Até logo... Vocês são muito mais essenciais do que eu imaginava... Desculpa por alguma coisa que falhei, ninguém é perfeito... Mas nunca se esqueçam que a pequena grande amiga de vocês sempre vai chorar e precisar de um consolo.

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Ainda que não perceba


Mesmo que eu não acredite em desistência devo assumir que a verdade é que tudo chega a um limite e nos cansa. Sempre acreditei na luta até o fim, sempre tive vontade de conseguir lutar até o fim... Prometi ignorar obstáculos, mas a dor me impedio de prosseguir então prometi jamais prometer outra vez!

É difícil falar agora como essa conveniente desistência chegou em minha cabeça... Foi um surto de consciência seguido de preguiça de retornar a loucura... Foi fantástico observar minha maturidade nesse momento, tão ponderada... tão decidida... estou orgulhosa de mim.

Eu mudei mais do que já havia mudado, me disseram que eu não deveria mas eu quis e mudei. Me vejo mais independente e feliz. E não foi ninguém que me trouxe isso, conquistei sozinha... AS vezes ainda me flagro pensando naquela momento, naquela música ou naquelas palavras... Mas isso é comum no período de recuperação da desistência.

Ainda que nem você nem eu perceba eu ainda estou aqui, cada vez mais distante, indiferente, conformada e cansada, mas ainda estou, não sei por quanto tempo, mas ainda estou.

Ainda que você não perceba, o tempo é nosso maior aliado e inimigo, e ele não vai nos esperar...

Ainda que você não perceba, o meu amor estará aí. E ainda que eu não perceba meu amor estará aí...

domingo, 8 de novembro de 2009

Ditas ou planejadas?


Palavras soltas e sem sentido se dispersam pelo ar e levadas pelo vento chegam onde eu desejava... São palavras conhecidas porém não divulgadas, palavras doces e gentis porém não desejadas. Palavras que já não me importam mais, que serão cobertas por panos pretos e amarradas com correntes fortificadas, ninguém irá ouvi-las.

Palavras não foram feitas para serem somente ditas, mas também pensadas, avaliadas e demonstradas... Palavras são muito mais que palavras, são sentimentos expulsos quando já não cabe mais na cabeça ou coração. São a esperança em vida e a lembrança em morte.

Palavras se assemelham a cobras, traiçoeiras, quietas, dissimuladas e obliquas... é comum sentirmos medo delas, mas não viver por elas não é.

Eu acredito nas palavras, nos olhares, nos gestos, acho até que não deveria, mas já é de mim... as palavras me fazem sair e voltar para realidade.

Não acredite nas palavras, nem mesmo nas suas. Palavras podem ser equivocadas e criar uma ilusão catastrófica. Palavras podem construir e destruir em função de interesses e conveniências. Palavras podem anestesiar sentimentos mas jamais curá-los...

Eu acredito em poucas grandes palavras... nas ditas e não nas planejadas!

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Passarinho que tanto amo


Um passarinho preso na gaiola a tanto tempo que já esqueceu que o mundo não acaba naquelas grades, que vive esperando o fim, que não tem noção alguma de amor, amizade e família. Seus olhos são triste e mendingam água limpa e alpiste fresco, seu canto é melancólico e irritante... Pobre passarinho preso na gaiola que se perde na imensidão do vazio de sua solidão e que não consegue viver a sua independência.

Eu adoro passarinhos, e eu não aguento vê-los presos na gaiola... é muita hipocrisia dizer que os amam e fazê-los permanecer presos, quem tiver seus passarinhos presos na gaiola que escondam de mim...

A alvorada chegou, é tempo de mudar... reconhecer os erros, repensar as decisões, reafirmar as convicções e decidir qual caminho escolher, continuar seguindo ou arriscar um novo?

A vida é muito mais que limitações, o mundo está muito além das grades martirizantes, a nobreza dos sentimentos é muito mais que a proteção pessimista que nos coloca em grades absurdas, o amor é muito mais que essa obsessão e egoísmo.

Vai passarinho, mostre a todos a beleza que Deus lhe deu, dê-me orgulho de ter te defendido enquanto você estava distraído e solitário. Vai passarinho, coma das frutas que encontrar no caminho, faça que todos sintam inveja da sua liberdade. Não tenha medo do gavião, eu já te abençoei, eu te amo e quero que seja feliz onde estiver. Vai passarinho, mas não esqueça da garotinha que te tirou da gaiola escondido de todos, não esqueça de mim.

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Hipócrisia???


Eu vou tentar não acreditar, vou tentar fingir que não foi comigo,mesmo sabendo que as chances são poucas de não ser... Não preciso provar a ninguém o que sinto, você nem deveria saber disso, foi um dos meus colapsos planejados.

Ninguém nunca precisou de muito para me irritar, mas tudo que você fazia, pra mim existia um fundamento... mas agora, pela primeira vez chorei de raiva e ri das idiotices. sinceramente? você não sabe de nada, absolutamente nada!

Eu te amo, eu ainda te amo... e pouco me importa se alguém acredita ou não nisso, na verdade seria ótimo se somente eu acreditasse nisso, seria ao menos uma possibilidade de estar me enganando...

Estou com raiva, mas eu sei que quando eu te ver eu nem vou me lembrar disso e vou fazer a mesma cara de idiota que eu sempre faço... Você é um falso príncipe e eu tenho medo de você

sábado, 31 de outubro de 2009

Reflexos inapropriados


É um nó na garganta impossível de ser desatado, é frequente e real, é uma angustia adormecida que acorda em meu coração quando menos espero, como receber um castigo sem ter feito nada ou continuar amando mesmo sabendo que já não se pode mais... Congelar o coração para adormecer o amor verdadeiro que sinto até que o amor verdadeiro que sintam me encontre e me encante... Eu acredito que irei ser feliz, não sei se como eu planejei, mas terei que ser mais cedo ou mais tarde...

Não amarei mais, eu sei, afinal amor se sente uma única vez... E não adianta me dar broncas disfarçadas, essa é a verdade!

Eu odeio o meio termo, odeio que desencantem-me e depois me dêem esperança ao longo dos dias... Odeio querer um abraço e receber um sorriso, porquê não a indiferença? Odeio amar e não ser amada, porquê não amar e ser amada ou odiar e ser odiada? Odeio uma borboleta cinza, porquê não rosa ou morta?

A verdade é que eu ainda acredito em toda a beleza da humanidade, mesmo ela senda cada vez mais perversa e medíocre... Eu ainda acredito que Deus sempre pode melhorar tudo... Eu acredito que uma vez amor, sempre amor... Eu acredito que as borboletas cinza podem ser felizes e fazer muitas crianças se encantarem...

Eiii! Eu te amo porque eu adoro estar contigo por nossos breves segundos de contato. Eu adoro ouvir tua voz e eu ouço o tempo todo, mas isso é segredo. Eu adoro o seu jeito equilibrado e quase perfeito que me passa tranquilidade, confiança e respeito. Eu acredito que é Deus que me faz te amar dessa maneira desmedida e incontrolável...

E agora o nó está voltando a se formar e as lágrimas a cair, eu esqueci que nem todo assunto pode ser tratado na minha frente. Porquê não sou feita de papel?










dica: você pra mim eu pra você- Pimentas do Reino

domingo, 25 de outubro de 2009

Pra você...


Confiança... nenhuma palavra melhor que defina esse sentimento, me sinto boba perto de ti, talvez por confiar demais... Estar com você é como receber um sorriso na escuridão, um abraço na tempestade, ou um beijo debaixo da mesa... é acreditar que um dia sempre pode ser melhor que o anterior...

Adoro como me trata, como se eu fosse uma garotinha indefesa e frágil... Adoro quando segura minha mão e me faz sentir toda a sua proteção a minha volta... Adoro quando você olha pra mim e sorri com cara de bobo da minha timidez, sim você fica com cara de bobo... E eu adoro acordar tarde da noite irritada com o telefone tocando e logo ficar feliz ao saber que é você...

Palavras aconchegantes, olhar doce, silêncio no momento certo, sorriso contagiante... Preciso especificar porque gosto tanto de ti? Talvez por você ser uma linda página do meu livro já baste como explicação se você entender o valor disso...










dica: realize-Colbie Caillat

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Novidades Minhas


Estou bem. Sei diferenciar o que quero e o que não quero e isso é bom pois a pouco eu não sabia... Sei colocar pontos finais, mas ainda não sei fazer com que isso seja agradável... Sei dizer o que penso e o que sinto, apesar de as vezes não pensar nas possibilidades de consequência... Sei reconhecer quando me amam, mas isso não me faz amar...

As vezes a gente se descobre muito de uma hora pra outra e isso até assusta... A pouco descobri que sou egoista, complicada e perversa. Como posso agir pensando única e exclusivamente em mim? As vezes eu me odeio... peço tanto algo e quando tenho fico encomodada em ter, nemdá pra entender direito isso...


Eu acredito na amizade, vejo nela o maior encato da humanidade, a perfeição da convivência inconstante. Eu acredito no amor e em todas as possibilidades de alegria e dor que ele traz, a perfeição da convivência inconstantate que se torna constante.


Agora eu sei quem sou e não vou jamais me confundir... Eu aprendi que a vida é muito mais que chorar quando estiver triste e acreditar que é o fim do mundo, aprendi que na vida é necessário haver espera para que tudo seja como Deus quer, aprendi que somente Deus tem o poder de modificar meus sentimentos e que se eu amo é porque Ele quer que eu ame, não adianta eu tentar forçar meus sentimentos, quando isso tiver que acontecer eu nem vou perceber










Dica:"ouçam 'white house' de Taylor Swift

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Neutralizando Sentimentos


Quando paro e penso como tudo começou, teus olhos nervosos, suas atitudes inesperadas, tuas palavras doces... tudo me faz ter saudade, saudade do momento em que ainda havia esperança, do momento em que ainda pedia a Deus um pouco de você... Quando penso que um dia já lutei contra esse sentimento e que nada adiantou tenho vontade de correr para teus braços, mas não posso... Tenho que ser forte! Quando lembro de como eu falava meiga e cuidadosa ao teu ouvido lembro também de como você falou meigo e cuidadoso o que eu não queria ouvir...

Eu deveria ter mudado, deveria não falar mais tão meiga e cuidadosa, não sentir tanto o que as pessoas me falam, não perguntar o que a resposta possa vir a me magoar, eu deveria ser menos inocente, menos desligada, mais desconfiada, eu deveria agir mais com a razão e pensar mais em mim, eu deveria ter rasgado todos os livros de contos de fadas...

E você que anda tentando me deixar bem, por favor, não se canse!

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Te amo sempre!


Dizer que não te amo mais não seria uma mentira, seria uma ilusão. Seria fantasiar o impossível, esconder a realidade em baixo da minha cama... Amor só se sente uma vez, existe uma única pessoa que realmente nos fará viver intensamente e aproveitar cada momento de nossas vidas, essa pessoa quando aparece é fácil de perceber... Eu te percebi mas não no momento certo, então resolvi transformar minha vida temporariamente em um faz de conta até que chegue a nossa hora. Vou fingir não ficar nervosa com a sua presença, fingir não me preocupar com você, não ficar ansiosa pra te ver e também vou fingir que consegui te esquecer.

Você é o único amor da minha vida. Foi o único que despertou a minha curiosidade, o único que eu tive coragem de abrir meu coração, o único que me fez pensar além da razão, o único que me fez chorar com palavras doces, o único que me fez pensar no futuro e o único que me deixou desesperada e acuada por não te ter... E por você ter sido o único, foi registrado nas páginas da minha vida!

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Triste início


Eu espero que você saiba que o vento tem parado de passar por mim, que a chuva já desistiu de tentar apagar minha tristeza, que a lágrima já cansou de cair ao mesmo lugar, que eu tenho vontade de me encolher em um canto e me esconder de todas as decepções que você leva à mim.

Eu quero que você descubra o encanto dos desencantos que sofri; quero que perceba a grandeza das palavras transmitidas pelo meu sorriso, palavras ocultas e reprimidas; quero que veja a verdadeira face.

Segure minha mão e permita-me suspirar de alívio e chorar de felicidade.

sábado, 19 de setembro de 2009

"em construção"


Como se a noite não houvesse fim permaneço com o medo que anda tentando me deixar desiludida. Não é uma noite de festa nem de sofrimento, é uma noite monótona, ansiosa e normal. Tantos desejos e tão poucas exigências, mas parece que o tempo estacionou, nada sai do lugar, nenhum sentimento se modifica...

Você me incluiu em uma maturidade que acho que ainda não estava na hora, você mudou a forma com que eu via o mundo, mudou minha percepção do que eu quero pra mim, me fez querer tudo sempre perfeito, a começar por você.

Você me fez construir e destruir sentimentos, repensar as minhas atitudes, correr atrás dos meus desejos e aprender o que é o amor. Eu estou aprendendo mas ainda estou na parte chata, conhecendo as lágrimas.

Mas depois das lágrimas sempre vem o banho de chuva, o brigadeiro no prato, o consolo dos amigos e o resfriado...

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Futuro


Andaram dizendo por aí que no final tudo ficará bem, talvez tenham dito apenas por consolo ou quem sabe até mesmo para me proteger do pessimismo. Me disseram também que não podemos ter dúvida nas escolhas de Deus mas eu não consigo me desligar do futuro e não temer as incertezas do final feliz que suponho estar reservado. A vida me ensinou a reparar o passado, controlar o presente e projetar o futuro, as vezes me sinto como uma máquina, cada vez mais racional, cada vez mais adulta, cada vez mais correta... sinto que tenho que viver minha idade, sinto todos ao meu redor gritando para que eu tenha menos responsabilidades mas eu também sinto que não posso abandonar essa maturidade conquistada, não agora. O momento da grande decisão está chegando e eu já sinto o espirito da competitividade pairando por nossos inconciêntes, a necessidade de me adaptar a um meio em que poderei atacar ou ser atacada, em que não poderei ajudar nem ser ajudada. Sinto medo e ansiedade desse futuro promissor, tenho certeza do sucesso só tenho dúvidadas quanto ao caminho até chegar lá, o cerco está se fechando e eu tenho que me decidir, tenho que determinar o caminho que vou trilhar por toda a vida. Como querem que eu tenha menos responsabilidades, que eu seja menos adulta, que eu viva minha idade, sendo que minhas atitudes de agora determinarão o meu depois?

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Primeira e última vez


A dor da resposta, a vergonha da pergunta, não sei ao certo qual a pior, talvez a espera em silêncio tenha sido a mais cruel, a que os sentimentos de esperança e ansiedade se misturaram com os de vergonha e medo. Não foi como eu queria nem como eu temia, foi estranho, mas eu sei que foi melhor pra mim ou pelo menos deveria saber, pena que meu coração não quer entender. Não me arrependo do que fiz, talvez se não o fizesse estaria arrependida, estou bem melhor agora, me sinto mais leve porém mais triste. Para uma primeira vez não foi tão péssimo, pena que não haverá outras vezes, pena que não vou ter nunca mais coragem para fazer de novo, talvez na próxima vez eu dê mais sorte, mas prefiro não arriscar, decidi que o mais sadio é sentar e esperar, ou melhor, tentar jamais me apaixonar outra vez. E isso e uma promessa!



Eu poderia fazer o certo, te esquecer e enfim deixar de sofrer. mas não dá, eu tenho que te amar

terça-feira, 1 de setembro de 2009

NOSSO SEGREDO


O teu olhar imprevisível e disfarçado me contou um segredo, algo que ninguém poderá saber além de mim e você, algo que realmente me importa , não sei se você já sabe desse segredo que me contou mas tudo indica que sim. O teu passo me agoniou e eu tive vontade de correr para te alcançar, de implorar pra você falar o que eu suponho que queira me contar, eu também quero te contar e resolvi não esperar você. Eu poderia te gritar para que você prestasse atenção em mim, mas eu sei que você sabe que meus olhos te acompanham quando você passa, que eu a cada dia que passo me apaixono mais, que você, basta querer, pode me ter do seu lado... Eu agora só consigo pensar no teu olhar encantado, no teu sorriso roubado e no meu amor que sinto por te. Eu nunca senti nada parecido com isso, não ao ponto de querer contar, as vezes até me pergunto quem é essa que fala por mim, mas não vou mais fugir, eu te amo e nada poderá mudar isso, nem mesmo a sua distraída indiferença.

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Posso?


Os segredos que guardei já não são mais segredos, sei que você já percebeu minha estratégia que foi usada distraidamente, com um único objetivo o qual ainda não é tão convicto, mas já é reconhecido... Então , agora eu posso contar o que eu realmente sinto por ti...

Eu fico contando os minutos para ter a oportunidade de te ver, de estar contigo, as horas parecem não passar, eu fico ansiosa e irritada quando não te encontro, e feliz e radiante com um simples oi dado espontâneamente.

Eu confesso, você já faz parte da minha vida, da minha felicidade... Os meus dias sem você ficam monótonos, cansativos, vazios. Eu confesso que a minha vida está bem melhor agora que você apareceu...

Não quero que você chore nunca... eu quero ver o brilho natural dos seus olhos, quero ver a sua sinceridade estampada, quero que você saiba que não tem motivos para isso. Mas se mesmo assim você chorar eu quero estar do seu lado para te consolar e pra cuidar de você. Posso?

Eu quero que você prometa não me fazer sofrer , não me fazer chorar, eu quero que você prometa que não vai me dar motivos pra me arrepender de te amar... Promete? Eu posso cuidar de você? Posso te abraçar quando estiver triste? Posso te amar pra sempre? Te dar carinho? Prometo ser uma boa menina. Posso?

Você me fez voltar a acreditar em príncipe encantado, você fez com que tudo se tornasse mais lindo, mais emocionante e fantástico, agora sim eu acredito verdadeiramente em amor, e eu espero que esse conto de fadas tenha um final feliz.

sábado, 22 de agosto de 2009


Tantas palavras escolhidas, tantos ensaios em frente ao espelho, tantas maneiras de te falar... A esperança de te ver, que como o ditado foi a última a morrer, mas morreu... A minha ansiedade era visível, a minha expectativa e tristeza também... Fiquei tão decepcionada... Se eu pudesse voltaria o tempo e não te conheceria mais, estava tão acostumada a não sofrer, que agora o mínimo se torna o máximo. Mas talvez o que aconteceu, ou melhor, o que não aconteceu tenha sido bom pra mim, não sei como, mas Deus sabe o que faz, e tudo está nas mão dele.



Tá tudo certo agora, eu não me arrependo de ter te conhecido, foi a raiva do momento...

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Um caminho, duas chaves e três entradas


Eu poderia ter dito a verdade, tirado esse peso da minha conciência, feito o que deveria ser feito. Agora parece muito fácil pra mim, mas não é, tenho medo de ouvir o que certamente me faria sofrer. Mas as vezes penso que só irei conseguir se tentar, seria tão melhor sentar e esperar... Ando tão dispersa, pensando no que aconteceu e no que poderá acontecer, tão triste porque pela primeira vez me vejo de mão atadas e sem saber por onde começar, e tão feliz por ter onde começar. É muito bom saber que não preciso gritar para que me ouça, que não preciso chorar atrás da porta do meu quarto, que não preciso fingir que você não existe... Eu poderia ter dito a verdade e arriscado tudo, ao menos não estaria com tantas dúvidas, mas tive medo de parec er está te precionando, ou de me precipitar... A um tempo atrás eu saberia distinguir meus sentimentos, agora eu não sei nem se estou amando. Prefiro que você descubra sozinho.

terça-feira, 11 de agosto de 2009

you make me happy!


Quando eu estava perdida na chuva, nos teus olhos encontrei a luz que iluminou o meu caminho, a felicidade de viver a vida intensamente, o sentimentoi que suponho ser amor. Quando dei de cara com seu jeito distraido me desesperei e pensei em desistir de tudo. Quando me olhou misteriosamente traduzi o que passava por sua cabeça e tive vontade que você traduzisse o que se passava pela minha. Por você, já tive vontade de sumir do mundo assim que acordei, mas em instantes depois você desfez meu sofrimento e me fez a garota mais feliz do mundo, eu aposto. Antes de te conhecer pensava e me perguntava quem iria me completar, mas agora eu sei que nunca me senti tão completa como quando estou com você e parece que quanto mais me perco em você te acho em mim. Tenho medo que só me veja como amiga, que não me leve a sério, que não me dê importância... Tenho medo de sofrer!

sábado, 8 de agosto de 2009


Em plena semana de teste da III unidade resolvemos estudar. O que geralmente acontece é passarmos a tarde toda nos "matando", porém dessa vez foi diferente.

No início da semana combinamos estudar juntas, só que o pai de Bê não tinha deixado por não poder buscá-la, então na manhã seguinte, dia 6, aniversário de meu irmão, era dia de prova e ao término eu insintir para que Bê pedisse novamente, e por sorte o pedido foi aceito.

Já no caminho , estavamos esperando o ônibus no transbordo como se cada uma fosse para sua própria casa, esquecendo do combinado. Derrepente lembrei-me da programação e então corremos para a outra plataforma onde iríamos esperar um outro ônibus que passa com mais frequência. Ao chegar nesta, avistamos o ônibus que antes estávamos a esperar e correndo como loucas voltamos para onde estávamos.

Ao chegarmos em casa almoçamos impacientes na espectativa de comer A MARAVILHOSA TORTA DE MARACUJÁ. Ao chegar a tão esperada hora, cantamos parabéns e eles se divertiram com a minha insana proposta de cantar 22x o parabéns. Na hora de apagar a vela, meu irmão com a terrível mudança de humor recusou a vela feita com meus próprio dedinhos, e ainda por cima não quis cortar a torta. Mas tudo bem, cortamos (e comemos) por ele.

Acreditem, as tentativas de começarmos a estudar foram muitas!!! Mas as revistas estavam mais irresistíveis... xD Depois de muito sufoco finalmente começamos a estudar, mas novamente não deu certo afinal eu não conseguia me concentrar e não parei de falar de um certo acontecimento que ocorreu pela manhã que me fez feliz... Então resolvemos fazer o que dificilmente fazemos (sendo irônica tá?): TIRAR MUITAS FOTOS

E assim o dia acabou e NADA estudamos!

terça-feira, 4 de agosto de 2009

vigília


costumo ficar quieta, prefiro fingir as vezes que sou invisível que não preciso de ninguem, que já sei tudo o que poderia saber, sei que isso não é verdade,mas... queria tanto ter certeza de tudo, saber exatamente o que é certo ou errado, desconfiar de quem irá me fazer mal antes mesmo que eu a conheça. Seria tão bom que não perdessemos as pessoas que nos amam e que amomos por coisas injustas e desnecessárias, ou pior, sem motivo algum... Talvez o meu instinto protetor deva ser mudado, talves ele prejudique os que me rodeiam e tambem a mim mesma, talvez eu tenha que deixar que cresçam sozinhos... Eu sei que muitos conceitos meus têm que ser mudados para que pare de cair em siladas, para que eu deixa de sempre voltar ao início

segunda-feira, 13 de julho de 2009

15-12-27


Será que é tão incomum assim?


Não acredito que foi tão forte como um avalanche, suponho, é algo que me permite vibrar de felicidade, é como voar sem asas, chorar sem lágrimas, rir sem felicidade,é como se algo me chamasse até você, um imã talvez, ou melhor...a música , ela me mostra que posso ir ao teu encontro e é torturante não poder ir, não ter permissão para isso.Seus olhos quando param em mim me fazem ir ao céu e voltar, fico com vergonha e felicidade, vontade de rir na verdade, de te acalmar dizendo que tudo terminará bem... mas como posso fazer isso? Se nem eu tenho essa convicção... Sinto saudade de ouvir sua voz ritmica e legível aos meus ouvidos, de deduzir seus movimentos e confirmá-los, de despertar a sua curiosidade ao cruzar teu caminho, de roubar sua atenção exclusivamente para mim.

quinta-feira, 21 de maio de 2009

o que você faria?


O que você faria se eu te contasse um segredo?

O que você fariase soubesse que morreria dentre dois dias?

O que você faria se eu não guardasse o seu segredo?

O que você faria se fosse provado que existe vida após a morte?

O que você faria se perdesse o amor de sua vida?

O que você faria se fosse enganada pela sua(seu) melhor amiga(o)?

O que você faria se amanhã acordasse milionário?

O que diria a sua mãe se podesse falar assim que nasceu?

O que faria se fosse o presidente dos EUA?

O que faria se amasse alguém verdadeiramente?

O que faria pra dizer a alguém o tamanho do seu amor?

O que faria pra preservar uma amizade por mais desgastada que estivesse?

Até onde você seria capaz de ir por um amigo?

O que inventaria de tecnologia?

O que você faria para mudar a sua vida?

O que você faria para ser feliz?


parece muito simples mas concerteza não é

segunda-feira, 11 de maio de 2009

EU ACREDITO EM VOCÊ


Eu acredito na existência de Deus e eu sei, com convicção, que ele não nos abandonará, que estará a nosso favor a todo momento. Acho que merecemos essa conquista e tenho certeza e fé que você vai conseguir. No momento em que eu soube, senti um nó na garganta me senti destruida e vencida. Mas agora eu tenho conciência que tudo vai dar certo, que JUNTAS vamos conseguir afinal nós sempre fomos assim, unidas ao extremos e é assim que vamos permanecer, é assim que seremos vitoriosas, essa é apenas uma das barreiras que teremos que enfrentar em nosso percurso em busca da felicidade, é apenas mais uma fase com hora e data marcada para acabar e enfim, quando essa barreira for atravessada, voltaremos a sorrir sem peso na conciência.

Eu acredito em você, eu acredito em nós, em nossa imensa união, em nossa capacidade de superação. Estou com você, agora e sempre. Amém!

EU ACREDITO EM VOCÊ

quinta-feira, 23 de abril de 2009

momento emo

Um dia eu posso acordar e me dar conta que tudo foi em vão, que tudo não passou de uma ilusão, que os meus esforços não valeram de nada. Um dia eu posso olhar pra trás e dizer:"que droga", ou talvez, "poderia ter sido melhor". Um dia eu posso não acreditar que exista amor, amizade verdadeira e paz; aposto que neste dia não existirá mais vida em minhas veias. Talvez amanhã eu não tenha coragem de sair de casa com medo que aconteça tudo outra vez, com medo de ouvir as mesmas palavras, afinal já virou rotina... Talvez um dia não exista NX ZERO pra fazer meu coração saltar pela boca em dia de premiação, neste dia não haverá graça em meus momentos... Talvez um dia não exista Gutty pra dizer:"você não falou comigo hoje!"; Emille pra me chamar de chata e rir das minhas loucuras; Juliana com seu terrível mal-humor; Boi com seu jeito super-engraçado; Mary com os seus conselhos; Paty com os seus ataques... Talvez chegue um momento que tudo acabe, que só sobre a saudade e a vontade de um pouco mais. Talvez todos os pactos sejam esquecidos e um dia eu não possa contar com Bê, não passa protegê-la, não passa chamar de meu bebê e cuidar como se fosse sua mãe. Talvez ainda quando o nosso pacto estiver esquecido, Amanda repita suas escolhas e acabe mais uma vez com tudo que já foi construído, Thais não dê mais suas risadas e nem fale mais besteiras emboladas; Neste dia concerteza será o pior dia da minha vida, neste dia eu não acreditarei mais em amizade verdadeira, eu não confiarei mais em ninguém... O amor? acredito que ele esteja em cada palavra sincera, em cada verdade dita, em cada olhar carinhoso... Não acredito na sua imortalidade, mas tenho certeza que ela nasce e permanece a partir do amor próprio. Talvez eu chegue a um ponto que não irei acreditar mais em minhas atuais convicções, que não poderei retribuir nenhum ato de amor...
Quando tudo isso acontecer, concerteza junto a todos esses acontecimentos meu coração não irá mais bater, eu não irei mais sonhar, eu não irei mais viver...


*AMIGOS,EU NÃO SOU NADA SE VOCÊS

segunda-feira, 13 de abril de 2009

mentiras...

Queria não precisar te odiar,não precisar virar a cara para ti, não ter que passar direto por você. Queria acreditar no que me diz, que gosta de mim, que se arrependeu, que vai recuperar minha confiança. Queria te falar o que eu penso, queria conseguir conversar com você, mas é impossível, sou capaz de te matar se eu me aproximar... Queria calar sua boca e interceptar seus dedos, impedir você de qualquer comunicação desnecessária, eu estaria fazendo um favor a humanidade. Queria repetir que você é um idiota e rever você concordado. Queria que você não fosse tão desconfiável e desprezível, me faria tão bem... Queria querer novamente tudo o que você falou e fez, foi tão bom... Queria rever a sua cara arrependida quando me perguntou se eu estava magoada e logo em seguida agoniada e triste quando eu respondi que sim, belo teatro, na hora até conseguio me comover... Queria que você fosse você, sem mentiras,sem teatros, apenas você... ACREDITE, VOCÊ É BEM MELHOR SENDO VOCÊ MESMO...

terça-feira, 24 de março de 2009

gratidão

O dia estava chuvoso e monótono, as árvores encharcadas balançavam-se intensamente, e os meus olhos úmidos e vermelhos não cessavam. Eu estava me sentindo solitária, eu estava sofrendo da pior solidão, aquela que sentimos em meio a muitas pessoas. Era como se eu não existisse, era como se eu fosse um nada, apenas algo descartável e infeliz. Já não acreditava mais na vida e não confiava nas pessoas, não enxergava o meu reflexo. As pessoas passavam por mim e sentiam pena, o repugnante sentimento de pena... O brilho dos meus olhos havia se transformado no brilho das lágrimas. E foi nesta tempestade que eu te descobri, uma simples frase me fez notar a sua importância: "estarei contigo sempre!" Essa simples frase me fez voltar a acreditar na vida e a confiar nas pessoas. Foi essa frase que me fez sair da chuva e me secar, foi ela me mostrou a quem devo valorizar






PARA: BÊ

sexta-feira, 20 de março de 2009

Você que rouba meu ar dos pulmões, que atiça minhas lágrimas da solidão e que manipula as ideias de minha cabeça, EU TE AMO!!! Eu que choro ao te ver indiferente, que morro quando tenho ciúmes e que tremo quando chego perto de ti, TE AMO!!! É tão difícil perceber? É tão complicado ler meus olhos? Será que você nunca vai se tocar? Tenho vontade de te contar, gritando de preferência. Tenho vontade de te trancar para que você seja apenas meu. Tenho vontade de acabar com todas que se aproximam de ti... Se eu pudesse faria você feliz, te mimaria extremamente (mais do que eu já mimo), se eu pudesse reagiria aos meus impulsos... mas eu não posso, ou melhor, não tenho coragem. MAS EU TE AMO!


P.S- sempre!!!

quarta-feira, 4 de março de 2009

complicado


Por quê que com você tem que ser tudo tão complicado? É tão difícil saber que eu não sou a escolhida...É tão difícil ler os seus olhos, que até então eu não sabia o que dizia, mas agora eu sei e não vou negar que é triste. Quem é você? Eu não sei! E nem quero saber, não vou gastar minhas lágrimas em vão, não vou chorar mais por você. Eu só quero um tempo pra te tirar da minha cabeça... SÓ ALGUNS MINUTOS...

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Escolhas

É tão difícil entender... As vezes caminho no escuro, sem ter certeza alguma do que está a meio metro de mim, e pior ainda é quando me iludo que tenho certeza e na verdade nada é convicto... Quando te vi tive certezas mas na verdade eu tenho medo de tê-las, não quer sonhar demais , não agora que ainda está tudo tão escuro, não agora que nem consigo te enxergar nitidamente, você está tão distante... Talvez eu te "troque" por algo menos duvidoso, algo menos diferente, menos emocionante... Ou então,talvez eu arrisque, ponha minha mão no fogo por ti. Talvez eu saia dos meus sonhos e parta para a prática, talvez eu lute pelo que eu quero. Basta você continuar assim me dando esperanças discretamente... Espero que você não me traga problemas, espero que quando tudo ficar claro eu não sofra. espero que eu seja a ESCOLHIDA!!!!

sábado, 14 de fevereiro de 2009

ciúmes


Eu sabia que não deveria acreditar nele, que um dia aconteceria tudo outra vez e que nesse dia minha dor ainda seria maior e mais amarga... mas quando agente ama preferimos ignorar esses pensamentos, maquiar os defeitos e me iludir que um dia poderá ser diferente. E foi isso que passou pele minha cabeça quando o Igor pedio que reatássemos o namoro pensei que dessa vez seria diferente, que ele não iria mais fazer escândalos ao me ver conversando com outros garotos e nem iria mais implicar com os meus amigos, mas foi um completo e terrível engano... Conheço o Igor a muito tempo e sempre soube que ele é bastante ciúmento, até quand eramos apenas amigos ele se mostrava possessivo não só comigo. Mas dessa vez ele realmente passou dos limites, ele nunca havia me proibido de ir a lugar algum, sempre e acompanhava, mas dessa vez ele não pôde ir comigo, porcausa de uma viagem da faculdade, e quando eu disse que iria mesmo sozinha ele armou o maior escândalo e me trancou em seu quarto.
Os meus gritos foram inúteis... Não havianinguém para me socorrer, afinal ele mora sozinho. Passei aquela noite inteira alí, trancada e assustada provavelmente ele estava na viagem, eu estava sem celular não podia ligar pra ninguém, quando ele chegou não tive outra reação do que terminar friamente com ele... Não foi surpresa pra mim as lágrima que cairamde seua olhos, eram lágrimas verdadeiras, ele me ama mas esse amor não é o que eu quero para mim... Não quero sentir medo dele daqui pra frente...
Nos dias que se seguiram não tive mais notícias dele apenas que tinha ido morrar emputra cidade, que tinha largado tudo aqui



O ciúmes inofensivo é aquele que gostamos de presenciar, quando começa a sufocar e encomodar o outro, está se tornando abssessivo e imaturo. Nada melhor do que a liberdade de fazer tudo o que é desejado... Tirar a libedade de alguem é cruel, você nunca vai ser tão superior ao ponto de fazer isso, então porque tentar? Por quê disperdiçar tanto tempo tentando ser dono de alguem? Você nunca vai conseguir! As vezes precisamos de alguem para nos dar um freio, antes que seja tarde demais. Eu sou a pessoa que te dei esse freio, não leve a mal, TUDO PASSA!!!


*ciúmes não é sinonomo de amor!

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

BRASIL

Um país que tem uma população imensamente alegre e confiante, e que mesmo sobrecarregados com incontáveis problemas os cidadãos sempre aparentam ser felizes

Um país que a miséria, o tráfico e a violência tomam conta, e que cada dia que passa vai aumentando o número de crianças vítimas e envolvidas

Um país que o nível de violência já se igualou, nas favelas e nos bairros de elite

Um país aonde sentimos medo de sair de casa, e desconfiamos de tudo e de todos

Um país que leva a fama de não haver guerras, mas o que é então os diários confrontos da polícia com os traficantes?

Um país aonde não existe raças definidas e mesmo assim ainda existe a discriminação racial

Um país que a natureza está seriamente sendo posta em risco pela irresponsabilidade da sociedade

Um país que a maioria das escolas públicas não dão aos alunos o ensino que eles tem direito...

Um país que o nível de gravidez na adolescência é assustador e que em sua maioria é devido a falta de informação


É PRECISO ACORDAR!!! LUTAR PELO QUE TEMOS DIREITO, COLABORAR COM O PROGRESSO, FAZER CADA UM A NOSSA PARTE... BUSCAR PROSPERIDADE E BATALHAR POR NOSSOS IDEAIS... É NECESSÁRIO PENSAR NO FUTURO DOS NOSSOS FILHOS... NO NOSSO FUTURO!

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Pressentimento 2

Essa é a sequência final do texto anterior
Entrei em casa ainda sentindo um misto de euforia e preocupação, a dor continuava intensa. Resolvi não dar importância àquele bobo pressentimento, eu não tinha motivo para me preocupar, NADA poderia tirar o Rafael de mim... Adiantei meus passos para chegar logo ao meu quarto, seria odioso ter que ouvir os terríveis comentários de minha mãe.
O que eu mais gosto de fazer ( depois de estar com o Rafael ) é olhar eu reflexo no espelho. O espelho para mim é o portão para o imaginário, gosto de olhar em meus próprios olhos e decifrar o que sinto apartir deles. Mas hoje, pela primeira vez, não consegui traduzi-los.
Depois do banho, tentei inútilmente dormir, era como se algo afungentasse meu sono. Meu celular tocou, era da casa do Rafael, atendi meiga mas logo veio a surpresa, não era o Rafael que estava do outro lado da linha telefônica era seu pai. Ele me perguntou se o Rafael estava comigo, e depois de ouvir minha resposta prometeu que assim que tivesse notícias entraria em contato.
Eu estava angustiada, não pudia ficar de braços cruzados. fui correndo até o quarto de minha mãe e contei-lhe tudo entre soluços e lágrimas
-NÃO KAMILLE! você não vai proucurar ele... Ele deve estar vadiando por aí...
Talvez minha mãe nunca saiba o quanto aquelas palavras me machucaram...Talvez ela nunca entenda o que realmente é o amor verdadeiro... voltei ao meu quarto quase que me arrastando pelo chão, em minha cabeça se passava milhões de pensamentos e eu estava alí, agora, pedinda à Deus que protegesse o Rafael... meu telefone tocou, atendi sedenta, com um fio de esperança que fossem boas notícias. fiquei aliviada quando o pai de Rafael falou-me que o haviam encontrado
-Mas ele está... Morto!
Não podia ser... eu estava estasiada, era como se todo o meu corpo estivesse dormente. Não quis saber de detalhes, desliguei o telefone rapidamente, e chorei, chorei baixo e dolorosamente... O que seria de mim de agora em diante? O único motivo da minha existência era o Rafael... E a minha escolhafoi tentar encontrá-lo aonde quer que ele esteja, permanecer junto à minha fiel alma gêmea... Eu escolhi MORRER!

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Mudança de planos

Andei pensando e conclui que esse ainda não é o momento da divulgação de meu livro... Pensei em algo diferente, como histórias rápidas, ficção, ou até mesmo um pouquinho de minha vida real que nem sempre é pacata... Misturarei um pouco de tudo isso a cada história que lhes contar...

PRESSENTIMENTO
Meu coração estava doendo, era uma dor profunda e eterna, havia sentido um pressentimento bobo o qual eu não distinguia o sentido... Ele agora segurava minha mão com suavidade e sussurrava palavras doces para mim. Estávamos sentados em uma praça mal iluminada, aonde a maior fonte de luz vinha de um poste que não parava de piscar e da magnifica lua.
Naquele dia estávamos fazendo seis meses de namoro. Era muito para mim, jamais havia tido um relacionamento tão duradouro e verdadeiro, eu o amava incondicionalmente e segundo ele a recíproca era verdadeira. Falávamos em casamento, filhos... e isso me deixava feliz!
Mas apesar do bem estar que a presença dele me proporcionava, naquela noite eu não estava me sentindo bem... apesar das juras que ele me fazia com rotina, eu sentia um enorme medo de perdê-lo, era como um aviso...
-Kamille, já está na hora, ENTRE!
Era minha mãe, ela não gostava de mi ver ali sozinha com o Rafael, só aceitou o nosso namoro depois que eu implorei MUUUITO! Mas eu não me importava com isso, de qualquer forma eu estaria com ele, a qualquer custo. Talvez por isso,ela, mesmo contra a vontade, permitiu o nosso namoro
Olhei o relógio que marcava exatamente 10:30, minha mãe não deixava passar nem um minuto do combinado. Fiz sinal a ela, comunicando que já estava indo, e ela aborrecida se retirou...
Fixei meus olhos nos dele com doçura sendo retribuída delicadamente com um beijo. Sorri encabulada, acariciando com as costas da mão seu rosto macio e perfeito, ele por sua vez, recebia o carinho satisfeito.
-Kamille, não vou chamar outra vez!
Era irritante falta de sensibilidade de minha mãe. Me desvencilhei dos braços aconchegantes de Rafael e caminhei em direção à minha casa, "te amo" foi o que consegui ouvir

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Saudações

Bom... essa é a primeira vez que eu escrevo aqui... E não tenho certeza quanto a repercussão que estou tendo...mas...vamos lá!

Bom vou começar falando um pouquinho de mim, mas não se preocupem, serei breve...

Sou uma garota como qualquer outra, talvés a minha personalidade irreverente às regras irritem muitos, mas quer saber de uma? não dou a mínima pra eles... Alimento um sonho que um dia espero que seja realizado, a de ser uma grande escritora... um dia escrever grandes livros e principalmente escrever em grandes revistas...

Já andei escrevendo um livro... e ele está quase pronto, então o meu objetivo é começar a divugá-lo aqui... espero que vocês gostem...
então é isso em breve estarei postando os capítulos de meu livro

beijos, até em breve...