segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

BRASIL

Um país que tem uma população imensamente alegre e confiante, e que mesmo sobrecarregados com incontáveis problemas os cidadãos sempre aparentam ser felizes

Um país que a miséria, o tráfico e a violência tomam conta, e que cada dia que passa vai aumentando o número de crianças vítimas e envolvidas

Um país que o nível de violência já se igualou, nas favelas e nos bairros de elite

Um país aonde sentimos medo de sair de casa, e desconfiamos de tudo e de todos

Um país que leva a fama de não haver guerras, mas o que é então os diários confrontos da polícia com os traficantes?

Um país aonde não existe raças definidas e mesmo assim ainda existe a discriminação racial

Um país que a natureza está seriamente sendo posta em risco pela irresponsabilidade da sociedade

Um país que a maioria das escolas públicas não dão aos alunos o ensino que eles tem direito...

Um país que o nível de gravidez na adolescência é assustador e que em sua maioria é devido a falta de informação


É PRECISO ACORDAR!!! LUTAR PELO QUE TEMOS DIREITO, COLABORAR COM O PROGRESSO, FAZER CADA UM A NOSSA PARTE... BUSCAR PROSPERIDADE E BATALHAR POR NOSSOS IDEAIS... É NECESSÁRIO PENSAR NO FUTURO DOS NOSSOS FILHOS... NO NOSSO FUTURO!

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Pressentimento 2

Essa é a sequência final do texto anterior
Entrei em casa ainda sentindo um misto de euforia e preocupação, a dor continuava intensa. Resolvi não dar importância àquele bobo pressentimento, eu não tinha motivo para me preocupar, NADA poderia tirar o Rafael de mim... Adiantei meus passos para chegar logo ao meu quarto, seria odioso ter que ouvir os terríveis comentários de minha mãe.
O que eu mais gosto de fazer ( depois de estar com o Rafael ) é olhar eu reflexo no espelho. O espelho para mim é o portão para o imaginário, gosto de olhar em meus próprios olhos e decifrar o que sinto apartir deles. Mas hoje, pela primeira vez, não consegui traduzi-los.
Depois do banho, tentei inútilmente dormir, era como se algo afungentasse meu sono. Meu celular tocou, era da casa do Rafael, atendi meiga mas logo veio a surpresa, não era o Rafael que estava do outro lado da linha telefônica era seu pai. Ele me perguntou se o Rafael estava comigo, e depois de ouvir minha resposta prometeu que assim que tivesse notícias entraria em contato.
Eu estava angustiada, não pudia ficar de braços cruzados. fui correndo até o quarto de minha mãe e contei-lhe tudo entre soluços e lágrimas
-NÃO KAMILLE! você não vai proucurar ele... Ele deve estar vadiando por aí...
Talvez minha mãe nunca saiba o quanto aquelas palavras me machucaram...Talvez ela nunca entenda o que realmente é o amor verdadeiro... voltei ao meu quarto quase que me arrastando pelo chão, em minha cabeça se passava milhões de pensamentos e eu estava alí, agora, pedinda à Deus que protegesse o Rafael... meu telefone tocou, atendi sedenta, com um fio de esperança que fossem boas notícias. fiquei aliviada quando o pai de Rafael falou-me que o haviam encontrado
-Mas ele está... Morto!
Não podia ser... eu estava estasiada, era como se todo o meu corpo estivesse dormente. Não quis saber de detalhes, desliguei o telefone rapidamente, e chorei, chorei baixo e dolorosamente... O que seria de mim de agora em diante? O único motivo da minha existência era o Rafael... E a minha escolhafoi tentar encontrá-lo aonde quer que ele esteja, permanecer junto à minha fiel alma gêmea... Eu escolhi MORRER!

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Mudança de planos

Andei pensando e conclui que esse ainda não é o momento da divulgação de meu livro... Pensei em algo diferente, como histórias rápidas, ficção, ou até mesmo um pouquinho de minha vida real que nem sempre é pacata... Misturarei um pouco de tudo isso a cada história que lhes contar...

PRESSENTIMENTO
Meu coração estava doendo, era uma dor profunda e eterna, havia sentido um pressentimento bobo o qual eu não distinguia o sentido... Ele agora segurava minha mão com suavidade e sussurrava palavras doces para mim. Estávamos sentados em uma praça mal iluminada, aonde a maior fonte de luz vinha de um poste que não parava de piscar e da magnifica lua.
Naquele dia estávamos fazendo seis meses de namoro. Era muito para mim, jamais havia tido um relacionamento tão duradouro e verdadeiro, eu o amava incondicionalmente e segundo ele a recíproca era verdadeira. Falávamos em casamento, filhos... e isso me deixava feliz!
Mas apesar do bem estar que a presença dele me proporcionava, naquela noite eu não estava me sentindo bem... apesar das juras que ele me fazia com rotina, eu sentia um enorme medo de perdê-lo, era como um aviso...
-Kamille, já está na hora, ENTRE!
Era minha mãe, ela não gostava de mi ver ali sozinha com o Rafael, só aceitou o nosso namoro depois que eu implorei MUUUITO! Mas eu não me importava com isso, de qualquer forma eu estaria com ele, a qualquer custo. Talvez por isso,ela, mesmo contra a vontade, permitiu o nosso namoro
Olhei o relógio que marcava exatamente 10:30, minha mãe não deixava passar nem um minuto do combinado. Fiz sinal a ela, comunicando que já estava indo, e ela aborrecida se retirou...
Fixei meus olhos nos dele com doçura sendo retribuída delicadamente com um beijo. Sorri encabulada, acariciando com as costas da mão seu rosto macio e perfeito, ele por sua vez, recebia o carinho satisfeito.
-Kamille, não vou chamar outra vez!
Era irritante falta de sensibilidade de minha mãe. Me desvencilhei dos braços aconchegantes de Rafael e caminhei em direção à minha casa, "te amo" foi o que consegui ouvir

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Saudações

Bom... essa é a primeira vez que eu escrevo aqui... E não tenho certeza quanto a repercussão que estou tendo...mas...vamos lá!

Bom vou começar falando um pouquinho de mim, mas não se preocupem, serei breve...

Sou uma garota como qualquer outra, talvés a minha personalidade irreverente às regras irritem muitos, mas quer saber de uma? não dou a mínima pra eles... Alimento um sonho que um dia espero que seja realizado, a de ser uma grande escritora... um dia escrever grandes livros e principalmente escrever em grandes revistas...

Já andei escrevendo um livro... e ele está quase pronto, então o meu objetivo é começar a divugá-lo aqui... espero que vocês gostem...
então é isso em breve estarei postando os capítulos de meu livro

beijos, até em breve...