quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Triste início


Eu espero que você saiba que o vento tem parado de passar por mim, que a chuva já desistiu de tentar apagar minha tristeza, que a lágrima já cansou de cair ao mesmo lugar, que eu tenho vontade de me encolher em um canto e me esconder de todas as decepções que você leva à mim.

Eu quero que você descubra o encanto dos desencantos que sofri; quero que perceba a grandeza das palavras transmitidas pelo meu sorriso, palavras ocultas e reprimidas; quero que veja a verdadeira face.

Segure minha mão e permita-me suspirar de alívio e chorar de felicidade.

0 comentários: