terça-feira, 17 de novembro de 2009

Ainda que não perceba


Mesmo que eu não acredite em desistência devo assumir que a verdade é que tudo chega a um limite e nos cansa. Sempre acreditei na luta até o fim, sempre tive vontade de conseguir lutar até o fim... Prometi ignorar obstáculos, mas a dor me impedio de prosseguir então prometi jamais prometer outra vez!

É difícil falar agora como essa conveniente desistência chegou em minha cabeça... Foi um surto de consciência seguido de preguiça de retornar a loucura... Foi fantástico observar minha maturidade nesse momento, tão ponderada... tão decidida... estou orgulhosa de mim.

Eu mudei mais do que já havia mudado, me disseram que eu não deveria mas eu quis e mudei. Me vejo mais independente e feliz. E não foi ninguém que me trouxe isso, conquistei sozinha... AS vezes ainda me flagro pensando naquela momento, naquela música ou naquelas palavras... Mas isso é comum no período de recuperação da desistência.

Ainda que nem você nem eu perceba eu ainda estou aqui, cada vez mais distante, indiferente, conformada e cansada, mas ainda estou, não sei por quanto tempo, mas ainda estou.

Ainda que você não perceba, o tempo é nosso maior aliado e inimigo, e ele não vai nos esperar...

Ainda que você não perceba, o meu amor estará aí. E ainda que eu não perceba meu amor estará aí...

0 comentários: