domingo, 8 de novembro de 2009

Ditas ou planejadas?


Palavras soltas e sem sentido se dispersam pelo ar e levadas pelo vento chegam onde eu desejava... São palavras conhecidas porém não divulgadas, palavras doces e gentis porém não desejadas. Palavras que já não me importam mais, que serão cobertas por panos pretos e amarradas com correntes fortificadas, ninguém irá ouvi-las.

Palavras não foram feitas para serem somente ditas, mas também pensadas, avaliadas e demonstradas... Palavras são muito mais que palavras, são sentimentos expulsos quando já não cabe mais na cabeça ou coração. São a esperança em vida e a lembrança em morte.

Palavras se assemelham a cobras, traiçoeiras, quietas, dissimuladas e obliquas... é comum sentirmos medo delas, mas não viver por elas não é.

Eu acredito nas palavras, nos olhares, nos gestos, acho até que não deveria, mas já é de mim... as palavras me fazem sair e voltar para realidade.

Não acredite nas palavras, nem mesmo nas suas. Palavras podem ser equivocadas e criar uma ilusão catastrófica. Palavras podem construir e destruir em função de interesses e conveniências. Palavras podem anestesiar sentimentos mas jamais curá-los...

Eu acredito em poucas grandes palavras... nas ditas e não nas planejadas!

2 comentários:

gabyzinhastar disse...

Disse tudo.
Lindo.

Eu sou uma das pessoas, que só conseguem se expressar realmente através das palavras.
Elas tem um poder sobre mim.

Beijos

Indy Oliveira* disse...

Amei seu textO!Realmente eu acredito nas q são ditas naturalmente,sem pensar muito...Sucesso!
bjinhO