quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Essa


Quem é essa a quem tanto se refere? Essa que te faz sonhar com a felicidade, que te faz chorar de angustia de não tê-la e que desperta em você o amor invejado por mim?

Vejo em você a pura esperança, como um garotinho esperando que a bola que caiu no telhado volte a sua mão. Vejo também o medo disfarçado pela sabedoria e a curiosidade alheia que você desperta...

A espera por ela, a ausência de sentido em seu olhar, a busca de um refúgio... Talvez você não tenha sido sempre assim. Talvez um dia, antes dela, você tenha tido seus limites não tão arcaicos e levado a vida não tão baseado em suas angustias.

Eu realmente desejo a sua felicidade, se tiver que ser ao lado dela, que seja. Só espero que ela lhe dê o valor que você merece, que ela aproveite cada momento ao seu lado e que ela saiba aproveitar cada palavra que você destina a ela. Por que você é a razão de todas as lágrimas derramadas em meu diário, lágrimas que ela nunca precisará derramar por ti.

0 comentários: