terça-feira, 16 de março de 2010

O áspero olhar competitivo


Reconstruindo-me. Sinto todos os substantivos abstratos em mim modificando-se. Com visões mais amplas de mundo, tenho medo. Medo do que me espera. Sei que no momento propício saberei como agir, mas essa agitação e esse medo é inevitável. Tantan dúvidas e tantas escolhas me tiram a paciência e o meu única desejo é que isso não tarde a acabar.

Já sinto o individualismo a inha volta, partindo de mim também, uma realidade competitiva que já não me assusta, mas ainda entristesse. Deixar de ser ingênua e pensar mais em mim são imposições desse sistema que agora pertenço. Não existem vilões e vítimas, apenas lutadores e invejosos, futuristas e atrasados, predadores e fracos. Uma legítima cadeia alimentar.

Existem sentimentos inauterados, existem ainda as amizades verdadeiras e indestrutíveis, os companheiros de rir e pensar positivo, existem sim pessoas que não temem o conhecimento alheio. Esses raros casos estão presentes em minha vida. E que atire a primeira pedra quem suportaria toda essa situação sozinho.

4 comentários:

Space Girls disse...

to seguindo. segue também? *-*
http://space-girls1.blogspot.com/

Indy Oliveira* disse...

A vida é assim.Pode ser assustadora,mas é a pura realidade.
Mas nunca se esqueça de ser você mesma,por mais que isso seja um pouco difícil;lute por seus ideais e siga em frente.Você consegue!

Indy Oliveira* disse...

Ah,amei a parte do blog 'Leia'...tem meu blog lá!!

Arquivo X disse...

não tem o meu Ingridy =/ Carla é ingrata ! sauhsuashuashaus