sábado, 30 de outubro de 2010

Despedida temporária


Mil desculpas pessoal... sei que tenho postado pouco... E vim hoje avisar que passarei um tempo (bom tempo) com o blog desativado.

porque estou em véspera de vestibular e vou ter que estudar muito mais de agora em diante

&

porque fui convidada para escrever um livro! Isso não é demais?


Obrigado a todos pela atenção. Em Fevereiro volto com muitas outras postagem e com o blog de cara nova. Eu prometo!


Beijos

domingo, 10 de outubro de 2010

Mais Sua


Era uma surpresa, Eu sentia minhas mãos soarem além do possível e o meu coração disparar de ansiedade. Eu não imaginava o que era.

Você a poucos minutos atrás brincava com a minha paciência e agora me trouxe ao seu quarto fazendo mistério. Eu estava segurando a sua mão e envergonhei-me ao pensar que você estava percebendo a minha ansiedade. Senti-me como quando tinha 13 anos ao fazerem uma festa surpresa no meu aniversário.

Você soltou a minha mão e caminha agora em direção a uma gaveta ao lado da sua cama. Acompanho atenciosa cada passo seu. Não demora para achar uma caixinha preta a qual guarda em mãos de modo que eu não possa observá-la mais. Vira-se para mim e diz, “ Pensei muito antes de comprar, temi você se assustar com a minha atitude, mas acho que você sente o mesmo por mim. Você é tão diferente de todas as outras. Você é tão meiga, inteligente e alegre... E por isso eu quero oficializar tudo isso. Quero que você ande pelas ruas e todos vejam que você é minha.” Eu ouvia atenta, e parte de mim estava perplexa. Você esticou o seu braço o qual a mão estava vazia e me puxou para mais perto. “Não é uma aliança de noivado, que esta não irá demorar. É um anel de compromisso. Você quer amor?”. Eu sorri emocionada, sentindo lágrimas em meus olhos e entreguei a minha mão para que colocasse o anel. Notei o seu entusiasmo e a delicadeza que pôs a aliança em meu dedo. Coloquei também no seu e depois nos abraçamos.

Na prática, nada havia mudado entre nós, porém eu sentia você mais meu, sentia-me mais protegida.

Lembrei de quando tudo começou. Da forma doce que você me olhava e da esperança que eu despertava em você. Nós dois saíamos de um relacionamento frustrado e encontramos um no outro compreensão e carinho. Lembrei que um dia eu cheguei a não apostar em nós. Lembrei também das suas declarações nos momentos em que eu estava chateada. Acordei das minha lembranças com a sua mão brincando com a minha pele. Imobilizei-as e olhando em seus olhos pensei alto, “Você cuida tão bem de mim”.