sexta-feira, 29 de julho de 2011

Caminhos de Volta



    Gotas de água pode se transformar em uma tempestade se você a quiser. Basta você a querer. Algumas atitudes também podem nos fazer repensar tudo, desde o início. Talvez o problema seja que nós nos acostumamos tanto a repensar, que ignoramos os caminhos de volta, acreditando que logo mais encontraremos outro e assim desprezamos todos os outros próximos caminhos, sempre acreditando que encontraremos um mais a frente. E deixamos tudo pra trás, e forçamos acreditar que talvez um dia mude, mas provavelmente não mudará e sempre nos perguntamos, “é isso que realmente quero” e sempre achamos que ainda há tempo de voltar a trás mas na verdade não há, por que tudo tem se misturado e virado uma bola de neve, se me permitem a expressão clichê.
    Mas no fim de tudo o que acontecerá? Os motivos das gotas de água viradas tempestades serão esquecidos e os caminhos de volta desprezados. No fim acreditará que tudo é amor e que todas as mágoas serão perdoadas por isso, afinal, uma das utilidades do amor é disfarçar os erros e as gotas de água. No fim, não terá mais fim até que eu encontre um caminho mais a frente que não só me faça repensar o qual estou seguindo, mas também desistir dele. 

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Ouça-me


Se de todos os momentos bons eu me deixar levar por nós na garganta numa noite solitária em um lugar distante, eu não estarei apta a amar. Se de todos os sorrisos eu desistir por uma lágrima de culpa, eu não estarei pronta pra sentimento algum. Se você me disser adeus e eu chorar, eu estarei colhendo o que plantei, eu estarei desperdiçando tudo que eu sempre quis, mas não soube ainda lhe dar. Se você não mais me amar, eu vou esperar o seu amor. Se você me escutar agora eu te direi que não quero que nada mude, que quero o seu jeito, que aceito a sua personalidade. Se você me escutar agora, ouvirá que eu te amo.


Por Carla Maria pedindo desculpas pelas imperfeições...

domingo, 3 de julho de 2011

Breve Adeus


Nem triste, nem feliz eu digo mais um breve adeus. Nem triste, nem feliz. Apenas querendo um tempo, não tenho tido tempo pra escrever, nem tenho tido as mesmas inspirações de antes. Em breve eu volto, com novas ideias. Eu Prometo.
Enquanto isso, os blogs que passarem a me seguir eu seguirei todos de volta, e continuarei comentando nas postagens alheias. Só não postarei por enquanto.

Beijos e obrigado pela companhia.

Por Carla Maria ascenando um tchauzinho